Quinta-feira, 20.01.11

1º Escola com um DAE

A Escola Básica  Integrada da Boa Água, em Setúbal, é a primeira de Portugal a possuir um desfibrilhador (DAE). A instituição tem uma equipa de 12 pessoas que recebeu formação do INEM.

 A equipa de 12 pessoas que recebeu formação do INEM:

Nuno Manuel Polido Mantas

Docente

Maria Paula Soeiro Candido

Docente

Luis Jorge Nunes Pereira Pacheco

Docente

Francisco José Dias Noversa

Docente

Tânia Alexandra Mendes Silva Salvado

Docente

Ângela Maria Câmara de Sousa Velho

Docente

Armindo Branco Santos Serra

Docente

Claudina de Fátima Gomes Lobato

Docente

Sandra Maria da Silva Mota e Silva

Docente

Eunice Conceição Nunes Cavaco

Docente

Maria Augusta Santos Maciel

Docente

Maria Teresa Nobre Oliveira Diniz

Não Docente

publicado por boaaguanasaude às 21:43 link do post | comentar | favorito

Projecto da Educação para a Saúde da Escola Básica Integrada da Boa Água

“A saúde é um direito fundamental e essencial para o desenvolvimento social e económico. A promoção da saúde é cada vez mais reconhecida como um elemento essencial para o desenvolvimento da saúde. É um processo para permitir que as pessoas tenham maior controlo sobre a sua saúde e para melhorá-la”[1]

 

[1] in Declaração de Jacarta., 1997

 

A Educação para a Saúde deve fazer parte de um programa global da escola e, de acordo com a Lei n.º 60/2009 de 6 de Agosto e a Portaria n.º196-A/2010 de 9 de Abril.

 

Objectivos centrais:

  • Informação e consciencialização de cada pessoa acerca da sua própria saúde e a aquisição de competências que a habilitem para uma progressiva auto-resposabilização.
  •  Promoção da saúde física, psicológica e social.

 

Conteúdos gerais:

 

A educação para a saúde inclui, nos currículos do ensino básico e secundário.

  • Educação sexual;
  •  Educação alimentar;
  • Actividade física;
  • Prevenção de consumos nocivos e a prevenção da violência em meio escolar.

 

Finalidades do projecto:

  • Desenvolver a consciência cívica de toda a comunidade como elemento fundamental no processo de formação de cidadãos responsáveis, activos e intervenientes.
  •  Consciencializar os alunos para a importância da aquisição de valores / atitudes, com vista à sua integração na sociedade.
  • Fomentar o reconhecimento da saúde como um bem precioso que todos desejamos e devemos promover.
  • Sensibilizar os diversos agentes da comunidade educativa para a necessidade da Educação para a Saúde e da Educação Sexual, fomentando a sua adesão e envolvimento neste projecto.
  • Fomentar hábitos de vida saudável.
  • Estimular o apreço pelo seu próprio corpo e pela conquista da saúde individual.
  • Promover uma cultura de respeito e responsabilidade no campo da sexualidade.
  • Promover a relação Escola – Família, Escola – Centro de Saúde e/ou outras instituições / recursos comunitários.
  • Desenvolver as vertentes de pesquisa e intervenção, promovendo a articulação dos diferentes conhecimentos disciplinares e não disciplinares.
  • Elevar o nível funcional das capacidades condicionais e coordenativas gerais básicas.
  • Desenvolver o espírito de iniciativa e autonomia.
  • Avaliar o padrão de vida actual e descobrir como desenvolver hábitos de vida activa saudável.
  • Avaliar o padrão de alimentação actual e descobrir como desenvolver hábitos alimentares saudáveis.
  •  Melhorar a auto-estima.

Estratégias  para a implementação do projecto

  •  Inclusão das temáticas da Educação para a Saúde no plano curricular disciplinar e não disciplinar em Formação Cívica.
  • Criação de articulações/parcerias com a(s):

Câmara Municipal da Sesimbra, Centro de Saúde da Quinta do Conde, Centro de  Saúde de Sesimbra, de Pais, APF ( Associação para o planeamento da família), Conselhos de Turma e respectivos PCT (integração das várias temáticas), IPS (instituto Português do Sangue), Associação Abraço; Sociedade Anti-alcoolica Portuguesa; Multiopticas; Farmácia da Quinta do Conde; Med First

 

  • Criação do gabinete de apoio ao aluno: Sala onde os alunos se possam dirigir com dúvidas a titulo privado ou não. O atendimento e funcionamento do gabinete são assegurados por profissionais nas áreas da educação para a saúde e educação para a sexualidade.

 

  • Promover o envolvimento da comunidade educativa;

Formação para docentes; Formação para pais e encarregados de educação; Divulgação do projecto no site do agrupamento; Colocação sempre que possível de documentação acerca da educação para a saúde e educação sexual no site do agrupamento; Pedir a colaboração dos pais e encarregados de educação na elaboração/ recolha de documentação para o gabinete de informação e apoio ao aluno; Criação de um blogue e de uma conta de e-mail.

 

  • Organizar iniciativas de complemento curricular que julgar adequadas

Palestras com profissionais de saúde; Palestras com membros de associações ligadas à saúde e bem-estar; Participação do agrupamento no GISC

publicado por boaaguanasaude às 21:31 link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
29
31

arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro